terça-feira, março 27, 2007

NAT, POR ONDE ANDA VOCÊ?

DOMINAÇÃO INSIDIOSA...





Você assistiu à propaganda gratuita obrigatória do PRB, exibida há pouco, em 'horário nobre', no rádio e na televisão?

Eu vi. E ouvi o Vice-presidente da República, Sr. José de Alencar — todo pimpão [apesar da aparência ainda debilitada pela doença que o acomete] —, dizer que sua legenda já está presente em todos os [atuais] vinte e sete estados da Federação.

Fosse maior o número de estados, também estaria presente! E não é à toa. No passado [e já faz tempo, hehe!], dizia-se que qualquer lugar em que houvesse uma Igreja [católica] e uma filial das Casas Pernambucanas, já merecia constar do mapa nacional. Hoje, para tanto, há que existir uma filial da ‘Igreja Universal do Reino de Deus’ - IURD S.A.

Causa espanto o vertiginoso crescimento desse império da exploração da boa fé alheia — que segura e absolutamente não é nada despretensioso, pelo contrário. Sabe-se que exatos 30 anos atrás, em 1977, depois de ter freqüentado terreiros de candomblê [que hoje repugna], foi nos fundos de uma agência funerária que
Edir Macedo inoculou o gérmen daquilo que, à custa da miséria e da desinformação popular se transformou numa verdadeira e poderosa multinacional da exploração da pobreza e da boa fé alheia.

Com sua "igreja" consolidada, Macedo verticalizou sua iniciativa empresarial que agrega bancos, financeiras, emissoras de rádio, TV, bancadas de representação política em todos os níveis da Federação [e nela toda]. Não satisfeito, comprou um partido político cuja legenda hibernava — seguramente à espera do "melhor comprador".

Com tamanha demonstração de organização, método e objetivos, alguém duvida de que muito em breve "poderemos" tê-lo como presidente de Banânia (royalties para Reinaldo Azevedo)?

Como curiosidade, para “entender” o modus operandi dos pregadores ao estilo dos da IURD, vale a pena assistir o filme “Leap of Faith” (Fé demais não cheira bem), da Paramount, produzido em 1992, com Steve Martin no papel de pastor...

Cuidado, 'meu povo', pois com o apedeuta não foi muito diferente, não. Devagarinho, sorrateiramente, silenciosamente, tal como uma cobra, insidiosamente eles vão se esgueirando, até darem o bote fatal!!!

... e Você, Nat, por onde anda?


28 Comments:

Blogger Keikas said...

Nat,
cade vc?
pra onde vc foi???
bjka

10:28 da tarde  
Blogger Blogildo said...

Eu assisti a esse filme! É hilário. O cara é 'mó' pilantra!

Agora, Nat, apareça!

9:36 da tarde  
Anonymous Patrício no Pilar said...

Tomei um calote de Ciro Gomes em 2000 e até hoje não vi a cor da grana...fiz então um blog para anunciar com humor e contundência não só o calote como muitas facetas interessantes desse político cuja maior característica é não ter coerência alguma. O resto vocês julguem... e se gostarem espalhem o endereço por aí. Gratíssimo pela atenção...

Patrício no Pilar
http://cinevertigem.blig.ig.com.br

1:27 da manhã  
Anonymous Stella said...

é o Abreu atancando em todas as frentes
a Nat sumiu mesmo :-(

8:48 da tarde  
Blogger CAntonio said...

Abreu,


Faço côro:

NAT ONDE ESTÁ VOCÊ

9:26 da manhã  
Blogger ROÇA COISA É OUTRA LIMPA said...

A Natália deve estar presa em algum aeroporto, mas logo estará aqui com uma das boas...
Nóis ispera, sô!

2:00 da tarde  
Blogger CAntonio said...

Terá sido sequestrada? Uma das amotinadas e agora está presa?

ONDE ESTÁ VOCÊ NAT????

9:36 da manhã  
Blogger Saramar said...

NAT, sua menina mais sumida, vim lhe desejar feliz páscoa, cheia de esperança de que você dê alguma notícia.

beijos

12:09 da manhã  
Anonymous Rodrigo Martins said...

Gostei do blog, pena que estão sumidos(as).

A política é complicada, ou você ama ou odeia, vivo nas duas situações.

Abraço indignado.

Rodrigo.

11:32 da manhã  
Anonymous tibério canuto said...

Se não foi a Nat, quem postou a matéria?
no mar de dificuldades que virou a política nacional, nada faz mais falta do que a nossa querida Nat. o pior é que a gente vai se acostumando com sua ausência. Há tempos que eu não entrava no "daindignação". Hoje entrei e ví que não sou só eu que sinto sua falta. NAT: ONDE ESTÁ VOCÊ?

3:15 da tarde  
Blogger Kafé Roceiro said...

Ô Abreu,
Essa estória já tá ficando manjada, né fio?
Mas, cadê a Nat?
Tô esperano ocêis pra uma pinguinha lá na roça, sô!

7:02 da tarde  
Blogger Star said...

Abreu querido, Nat deve estar como eu, sem estômago para comentar o terror que estamos assistmos e suas possiveis continuações, esse povo ainda espera o "salvador" da pátria, difícil é convencê-los que só há lobos e nós somos os cordeiros.

Boa semana, beijo

11:35 da tarde  
Blogger José Alberto Mostardinha said...

Olá Nat:

Boa pergunta... que foi feito de você?
Entretanto...
O Estados Gerais solicita o teu prezado comentário a assunto deveras preocupante.
Um beijo,

12:07 da tarde  
Blogger ROÇA COISA É OUTRA LIMPA said...

DEixem a moça descançar, uai!Ela vorta, eu sei, sô!

1:24 da tarde  
Blogger Costajr said...

Obrigado pela visita Abreu, não é todo dia que recebo novos visitadores tão qualificados.

Ah,mais uma coisa, faz propaganda aí no teu blog, tão mais frequentado!

um abraço.

12:56 da manhã  
Blogger DANIEL PEARL said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

5:34 da tarde  
Blogger ROÇA COISA É OUTRA LIMPA said...

Sabem, num post anterior ela disse ter aderido ao petismo, mas que era só de brincadeirinha...Será??!!

8:16 da tarde  
Blogger Santa said...

Abreu, querido. Que texto!!
Olha, tou procurando a Nat...

Bjs

9:32 da tarde  
Blogger ELZA A. MIRANDA said...

ABREU, ADOREI SUA´PÁGINA E O SEU TEXTO.
COMO NÃO SEI COMO ME COMUNICAR COM VOCÊ, VOOU COLOCAR AQUI (PARA CRÍTICAS E SUGESTÕES) UM TEXTO DE PROJETO, QUE ELABOREI PARA A PROFISSÃO DE TPD.ABRAÇOS, ESPERO SUA RESPOSTA. ELZA A.
PROJETO DE LEI
Altera o Regulamento da profissão de Técnico em Prótese Odontológica - TPO, da Lei 6710, de 05 de novembro de 1979 e da outras providências.
Art. 1º- O exercício da profissão de Técnico em Prótese Odontológica - TPO, em todo o território nacional, é privativo dos portadores de diploma ou de certificado Técnico Profissionalizante, que atendam às normas do Conselho Federal de Educação e às disposições desta Lei, devidamente registrados no Conselho Regional de Odontologia, sob cuja jurisdição se encontrar o profissional a que se refere esta lei.
Parágrafo Primeiro: A exigência de habilitação profissional de que trata este artigo não se aplica aos que, até a data da publicação desta lei, se encontravam legalmente autorizados ao exercício da profissão.
Parágrafo Segundo : Podem exercer também, no território nacional, a profissão referida no art. 1º desta Lei, os portadores de diplomas expedidos por escolas estrangeiras, devidamente reconhecidas pelo Brasil.
Art.2º Ao Técnico em Prótese Odontológica, devidamente registrado em livro próprio do Conselho Regional de Odontologia, devem ser fornecidas cédulas de identidade profissional, de modelo aprovado pelo Conselho Federal de Odontologia, que conterá o número de seu registro, acompanhado da sigla -TPO.
ART.3º - A fiscalização do exercício da profissão dos Técnicos em Prótese Odontológica é atribuída aos Conselhos Regionais de Odontologia.
Parágrafo Primeiro:O Técnico em Prótese Odontológica, bem como os Laboratórios de Prótese, contribuirão ao Conselho regional de Odontologia a que estiver vinculado, com uma anuidade correspondente a dois terços da prevista para os cirurgiões-dentistas.
Parágrafo Segundo: A vinculação do Técnico em Prótese Odontológica ao Conselho Regional de Odontologia, e o pagamento da mencionada anuidade, implicam na criação de seu Quadro Próprio, com sua necessária diretoria, responsável pela representação da categoria, suporte administrativo; supervisão dos trabalhos; acompanhamento do processo eleitoral e outras funções compatíveis.






Parágrafo Terceiro: Estão isentos de pagamento de anuidade os Laboratórios de Prótese Odontológica sujeitos a administração federal, estadual, municipal, bem como os mantidos por entidades beneficentes ou filantrópicas.
Art. . 4º - O Conselho Regional de Odontologia, deverá fornecer aos Laboratórios de Prótese Odontológica o necessário certificado de inscrição, na forma do modelo único, aprovado pelo Conselho Federal.

Parágrafo Único. O laboratório de prótese dentária é obrigado a manter em local visível o certificado à que se refere este artigo.
ART.5º - O cancelamento da inscrição dar-se-á mediante requerimento do profissional ou pela constatação da cessação do exercício profissional.
Art. 6º – O Técnico em Prótese Odontológica é o profissional qualificado em Curso Profissionalizante que, sob orientação direta ou indireta do cirurgião-dentista, elabora próteses odontológicas, dentro da competência referida no artigo 7º, da presente Lei.
Art.7º- Compete ao Técnico em Prótese Odontológica, sob a orientação e planejamento do Cirurgião Dentista, executar em exclusivo ambiente laboratorial:
I. Enceramento e escultura dental;
II. Troquelamento de modelos;
III. Confecção de facetas laminadas
IV. Confecção de próteses totais;
V. Confecção de próteses fixas;
VI. Fundição e confecção de próteses parciais removíveis;
VII. Confecção de próteses flexíveis;
VIII. Caracterização de próteses;
IX. Confecção de próteses em metalocerâmica, cerâmica,porcelana e resina;
X. Fundição de núcleos metálicos para próteses e assemelhados;
XI. Confecção de próteses “on lay” e “in lay”;
XII. Confecção de prótese sobre implante;
XIII. Confecção de aparelhos ortodônticos,
XIV. Confecção de placas de clareamento dental ;
XV. Confecção de placas de bruxismo;






XVI. Dada a sua formação, o Técnico Prótese Odontológica está apto a desenvolver e colaborar em pesquisas, em sua área de atuação;
XVII. Participar do treinamento e capacitação de novos Técnicos em Prótese Odontológica.
XVIII. Outras atribuições laboratoriais, dentro de sua área de formação.

Art. 8º- É vedado ao Técnico em Prótese Odontológica:
I – Prestar assistência direta ou indireta ao paciente, sem a indispensável orientação do cirurgião-dentista;
II - manter, em sua oficina, equipamento e instrumental específico de consultório dentário
II – Realizar, em ambiente ambulatorial ou clínico, qualquer procedimento na cavidade bucal do paciente;

Parágrafo Único:
O desrespeito à norma do contido nos inciso II e III , do presente artigo, pode configurar exercício ilegal da medicina, com os agravantes do dolo, sendo punido na forma da Lei Penal.

Art. 9º - Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação.

ART.10 - Revogam-se as disposições em contrário.

4:41 da tarde  
Blogger Moita said...

NAT

Volta logo, minina!

Estamos com saudade.

1 cheiro

5:37 da tarde  
Blogger Renata said...

Não há dúvidas de que a Igerja Universal seja um ótimo " case de sucesso" do marketing!!! (Asssim como a campanha política do nosso presidente...)

obs: Não sou represetante da coca não, mas se ela quizesse me pagar eu não iria achar tão ruim..rs..rs.. Agora, posso trocar a Limousine por uma BMW X5?! Combina mais com o estilo da madrasta...

bjo!

1:20 da tarde  
Blogger Moita said...

Eu já tô troncho de saudades.

4 cheiro, que é procê voltar.

3:49 da tarde  
Blogger Star said...

Toc, Toc, Toc...

Natiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii

Cadê você?


Só vim deixar um beijo e saber se esta tudo bem por aí...

12:15 da manhã  
Anonymous L. Drunk said...

Uma história para bois virtuais da república de BANÂNIA dormir

Como poderíamos ver e tentar cheirar, o povo da BANÂNIA não federia e nem cheiraria mais. Se o povo cheirasse, não agüentaria a podridão nos Três Poderes BANANÓRIOS e daria um jeito definitivo.

E se Judas Iscariotes ressuscitasse na BANÂNIA?

Se os seus restos mortais fossem transportados para a nossa FICTÍCIA república de BANÂNIA, ele seria ressuscitado exatamente quando ocorresse o som da 13ª batida diária do grande tambor do planalto central.

Ressuscitado, Judas ao saber o que os políticos fisiologistas da BANÂNIA fizeram e estariam fazendo a favor do governo “Nosso Guia I” e contra o povo ludibriado, pegaria de volta as 33 moedas que jogou fora antes de se enforcar e, imediatamente, devolveria essas moedas da traição para Marcus Valérius e 32 outros corruptores oficialmente juramentados.

Judas, em seguida, estando na Praça dos Três Poderes BANANÓRIOS, livre daquelas malditas moedas, aliviado e querendo se redimir da traição perpetrada há mais de dois mil e sete anos atrás, encararia firmemente o povo e, tentando dar um “toque do que iria fazer” – um alerta salvador, daria algumas “piscadas” com o seu olho direito, enquanto caminharia em direção ao “Nosso Guia I”. Diante da Magnânima Figura de Patética Seriedade do “Nosso Guia I”, cuidadosamente o abraçaria e o beijaria na face - sete vezes! E mesmo assim, ninguém entenderia a sua corajosa mensagem e claríssima “deixa” - “É esse, o traidor e falso salvador da BANÂNIA! Ele está imobilizado física e intelectualmente, está em suas mãos! A Justiça tardou e não fa...”.

“Não deu outra”, a BANÂNIA é, de fato, uma república incrivelmente inacreditável: “A Justiça tardou, chegou e falhou!”

Ninguém entenderia o “sinal” e “deixa” de Judas (ou fingiria que não entenderia?). Ninguém, nem aquele cidadão inteligente e forte, atuante líder da clandestina “Minoria Revoltada da Maioria Silenciosa e Acomodada da BANÂNIA”. Ninguém, nem mesmo o mais “combativo” representante da “oposição oficial e avalista da democracia socialista sindical”. Ninguém teria a coragem de dar a oportunidade para Judas se redimir e ser perdoado.

Como resultado prático da ‘ressuscitação’ de Judas, o “Nosso Guia I” seria abençoado por aquela multidão e, como prova de gratidão, ganharia um novo jato “Aero Nosso Guia I”, e de quebra, sua família também seria agraciada com uma empresa - e dessa vez, em nome de seu neto mais velho, o futuro “Nosso Guia II”, garoto cuidadosamente talhado para ser o primeiro sucessor da nova e inédita dinastia.

Quem diria, até que enfim a BANÂNIA tinha a sua própria dinastia, A Sindical - que até a primeira eleição do “Nosso Guia I” para um sindicato, “tal esplendorosa dinastia jamais havia sido imaginada neste país”!

Depois da festa e premiação na Praça dos Três Poderes BANANÓRIOS, Judas sentindo-se definitivamente um “nada”, arrependido pelo papel de palhaço que acabara de fazer – balbuciaria alguma coisa implorando para nunca mais ser ressuscitado, e se enforcaria pela segunda vez.

Logicamente, esse grande evento da república da BANÂNIA também haveria de ter o seu “After Day”. Muitos estariam preocupados com o “pesado aumento do dízimo para o partido único que certamente iria acontecer, porque os cofres da BANÂNIA ficaram quase vazios depois do pagamento dos presentes ofertados ontem, ao Nosso Guia I e Família. Ora, de onde sairiam as verbas de subvenção do nosso partido único? Dos dízimos!”.

Alguém, preso em um dos milhares de cubículo do porão de uma prisão administrada pelo “Sistema de Cotas Intelectuais”, especialmente elaborado para indivíduos refratários à “igualdade social gerenciada pelo poder central”, ouviria todas essas preocupações do “After Day”, que o pessoal falava lá em cima, na sala do chefe da prisão.

Esse preso, era o último jornalista lúcido que havia sobrevivido aos massacres cometidos contra a imprensa considerada “contrária e incomprável”. Fora mantido vivo, porque – sendo corintiano, certa feita elogiara o humor futebolístico do “Nosso Guia I”, por algo dito após um jogo em que o Corinthians teria vencido o São Paulo. Esse jornalista estaria mudo, punido com a amputação da língua, depois que militantes voluntários da ONG “Justiça & Igualdade Social” o prenderam e quebraram todos os seus dedos. Se não bastasse, mãos e pés algemados. Só lhe restaria a capacidade de pensar, ser atormentado por terríveis pesadelos e um ou outro sonho bonito e “prazeroso”, cada vez mais raros – lembranças do tempo que mantinha um romance com uma bela apresentadora de telejornal.

Ele estaria sempre policiando os seus pensamentos, cada vez mais incontroláveis. E o medo aumentando. Medo de ser flagrado pelas ondas da varredura da máquina detectora de pensamentos críticos e de riscos, recém comprada pelo ministério da REGULAMENTAÇÃO E CONTROLE DA SOBERANIA INDIVIDUAL.

Que máquina danada!, essa máquina inventada por cientistas da república de CHARUTERA e com subvenções da companheira república de PETROLERA.

Mas, o injustiçado e sofrido jornalista, tomado pelo cansaço e incessantes dores, ficaria um segundinho desatento e seria “captado” pela máquina detectora de pensamentos. Conseqüência? Imediatamente punido com a pena de morte, eletrocutado através de eletrodos enfiados em seu corpo pela máquina, que também fora programada para – durante uma execução sumária, exalar uma mistura de odores inesquecíveis até para a alma do executado, desde odor de fumaça de charutos da república de CHARUTERA, até o odor de enxofre residual de petróleo extraído pela república de PETROLERA.

A acusação?

“Geração de Hediondos Pensamentos Capitalistas Pró Terrorismo”, conforme ficaria registrada nessa que seria a degravação copiada do chip-árbitro da máquina:

”Que tristeza, que desânimo.
Em cada canto dos nossos tribunais,
Até mesmo naquele cantinho
Bem escondidinho,
Tem sempre uma vasilha
Cheia com água.
Os nossos juízes,
Ah! Os nossos juízes!
Esses, sempre estão
Com as mãos limpas,
Bem limpinhas...

As nossas forças armadas,
A PF, polícias civis e militares,
Guardas municipais...
Que coisa, que absurdo!
Não têm um único
Centurião romano
Em seus quadros!
Nem um centurião vavázinho
Que fosse,
Um desses vavázinhos
Baratinhos e bons de bico,
Que pudesse quebrar o galho,
Que conseguisse levar Nosso Guia I,
Sarniano dos Maribondos,
Calhadeiro dos Bois ‘Por Fora’
E vários outros assemelhados,
À presença de Um Senhor Juiz!

Um Juiz com J, maiúsculo!
Um Juiz que
Não se preocupasse tanto
Em lavar, lavar e lavar
Suas finas mãos,
Ágeis e sempre suadas,
No ponto ideal para
Contar o ‘líquido’
De polpudos salários,
Mais verbas de representação...

Banânia, terra das
‘Verbas de representação’!
Congressistas recebem
Representação,
Altos escalões recebem
Representação.
Tanta ‘representação’, pra quê?
Pra quê, tanta ‘representação’?
Pra quê tanto faz-de-conta
Que a BANÂNIA é uma
República, uma nação?
Se, está mais para
Um verdadeiro e continental
Covil de ladrões,
Sugando milhões de cidadãos
‘Roubados e calados’?

Pra quê?
Pra nada!”


Autor: L. Drunk, pianist and Bananianist, PhD in Sociology of the Nullity (BSU)

9:07 da tarde  
Blogger Moita said...

E o slogan de Edir macedo será imbatível no meio do povão que voce descreveu: "Vote em Edir Macedo e ganhe Maiscedo, antecipadamente, o reino dos Céus". Leva todo mundo

Abraço no Abreu e 2 cheiros na NAT.

12:29 da tarde  
Anonymous DL said...

LEIA E DIVULGUE, POR FAVOR!

A PSIQUIATRIA EXPLICA A ESQUERDOPATIA:

http://virtualpsy.locaweb.com.br...?art=149& sec=91

Os traços da personalidade moral do psicopata (anti-social ou sociopática) seriam:

Amoralidade. São insensíveis moralmente, faltando-lhes o juízo e o sentimento morais e a mínima noção de ética.

O psicopata é, sobretudo, uma pessoa c aversão, descaso e oposição aos valores éticos e às normas de convívio gregário.

O psicopata, por sua vez, superdimensiona suas prerrogativas, possibilidades e imunidades; "esta vez não vão me pegar".

O psicopata não apenas transgride as normas mas as ignora, considera-as obstáculo q devem ser superados na conquista de suas ambições.

P o psicopata, a mentira é uma ferramenta de trabalho. Ele desvirtua a verdade c objetivo de conseguir algo p si, p evitar um castigo, p conseguir uma recompensa, p enganar o outro.

A particular relação do psicopata c outros seres humanos se dá sempre dentro das alterações da ética. P o psicopata, o outro é “uma coisa”, mais uma ferramenta de trabalho, um objeto de manipulação.

A personalidade psicopática faz c q os indivíduos atuem sociopaticamente p satisfazer suas necessidades. P tal, eles podem se valer da extrema sedução, de especial sensibilidade p captar as necessidades e sensibilidades do outro e manipulá-los como melhor aprouver, de mentiras e todo tipo de recursos independentemente do aspecto ético.

As crises dos psicopatas são produzidos p frustrações e fracassos e eles colocam sempre a responsabilidade de seu fracasso no outro ou em elementos externos e alheios à sua responsabilidade.

Conduta normal. É sua parte teatralmente adaptada ao padrão de comportamento normal e desejável. Assim agindo o sistema não o percebe e pode até atribuir-lhe adjetivos elogiosos. Como diz o ditado, “o maior mérito do demônio é convencer a todos q ele não existe”.

Conduta psicopática - É a inevitável manifestação de suas condutas psicopáticas, as quais, mais cedo ou mais tarde, obrigatoriamente se farão sentir. Entretanto, c o psicopata costuma ser intelectualmente privilegiado, ele não exerce sua psicopatia indistintamente c todos e todo o tempo. Ele elege sabiamente determinadas pessoas, vítimas ou circunstâncias.

Personalidade Anti-Social - O quadro mais grave onde a mentira aparece c sintoma importante é o Transtorno Anti-Social da Personalidade, ou Personalidade Psicopática. O psicopata utiliza a mentira como sua ferramenta de trabalho. Normalmente está tão treinado e habilitado a mentir q é difícil captar qdo mente. Ele mente olhando nos olhos e com atitude completamente neutra e relaxada.

O psicopata sabe q está mentindo, não se importa, não tem vergonha ou arrependimento.

Normalmente o psicopata diz o q convém e o q se espera p aquela circunstância. Ele pode mentir c a palavra ou c o corpo, quando simula e teatraliza situações vantajosas p ele, podendo fazer-se arrependido, ofendido, magoado.

5:31 da manhã  
Blogger Fernando said...

Já que o assunto abordado é esse! recomendo um documentário sobre as maiores verdades jamais ditas, este é um longa de 2 filmes chamado ZEITGEIST, é simplesmente imperdivel e aborda desde religião a politica de um outro ponto de vista. Como por exemplo o ataque as torres gêmeas cuja culpa,idéia e execução teria sido dos EUA. outro tbm seria o Manda Bala doc. brasileiro que é proibida a reprodução no brasil pq fala do ladrão Jader Barbalho e por fim Alem do cidadão Kane que seria um doc sobre a globo e toda a sua lavagem cerebral todos são facilmente encontrados na net e daria muito assunto. vlw

5:30 da tarde  
Blogger Brasil Empreende said...

Ola visitei seu blog e gostei muito e gostaria de convidar para acessar o meu também e conferir a postagem de hoje: Meditando em sujeiras políticas.
Sua visita será um grande prazer para nós.
Acesse: www.brasilempreende.blogspot.com
Atenciosamente,
Sebastião Santos.

11:39 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home